Decadência e prescrição na relação de consumo

12414 resultados para Decadência e prescrição na relação de consumo

  • Classificação vLex
  • Decisão Monocrática nº 70034782854 de Tribunal de Justiça do RS, Décima Câmara Cível, 22 de Fevereiro de 2010

    ... NÃO CONTRATADOS. COBRANÇA INDEVIDA. RELAÇÃO DE CONSUMO. RECLAMAÇÃO NÃO ATENDIDA PELA CONCESSIONÁRIA. FATO DO SERVIÇO. PRESCRIÇÃO E DECADÊNCIA. A prescrição na relação de consumo, referente ao fato do serviço, é de cinco anos (CDC art. 27). A decadência, para vícios de fácil constatação, é de noventa dias (CDC art. 26 II). Todavia, obsta a decadência a reclamação efetuada pelo cliente até a resposta negativa correspondente. Decadência...

  • Acórdão nº 70017021106 de Tribunal de Justiça do RS, Décima Sétima Câmara Cível, 24 de Maio de 2007

    ... CÓDIGO DE DEFESA DOCONSUMIDOR. Tratando-se de relação inserida no microssistema consumerista, não se aplicam os prazos de prescrição e decadência previstos na legislação ordinária. Em se tratando de relação de consumo, e fundado o pedido na prestação de serviço, o prazo prescricional é de 5 anos, a teor do artigo 27 do CDC. DERAM PROVIMENTO AO RECURSO PARA AFASTAR A PRESCRIÇÃO E DESCONSTITUIR A SENTENÇA. PREJUDICADO O APELO. UNÂNIME. (Apelaçã

  • Acórdão nº 70012877080 de Tribunal de Justiça do RS, Quinta Câmara Cível, 26 de Maio de 2006

    ... VÍCIOS OU DEFEITOS OCULTOS. DEVER DE INDENIZAR. PRESCRIÇÃO INOCORRENTE. Não se tratando de relação de consumo, não incide, na espécie, prescrição ou decadência pelo fato de o autor ter ajuizado a demanda seis meses depois de ter adquirido e bem ao constatar defeitos no caminhão. Comprovados os gastos realizados pela parte autora para efetuar os reparos , resta confirmada a sentença de parcial procedência do pedido. APELAÇÃO IMPROVIDA. (Apelação

  • Acórdão nº 70054828876 de Tribunal de Justiça do RS, Décima Oitava Câmara Cível, 26 de Setembro de 2013

    ... ES. PROCESSO EXTINTO, SEM RESOLUÇÃO DE MÉRITO, EM RELAÇÃO À POSTULAÇÃO INDENIZATÓRIA. A ausência de representação processual do autor, no que pertine ao pleito indenizatório, o qual, embora devidamente intimado para regularizá-la, não o fez no prazo assinalado, enseja a declaração de inexistência dos atos praticados pelos advogados, com a decorrente extinção do processo sem resolução de mérito. Arts. 13, I,...

  • Acórdão nº 70034606749 de Tribunal de Justiça do RS, Décima Câmara Cível, 29 de Abril de 2010

    ... contratado pela autora. Preliminar afastada. Decadência. Hipótese dos autos que não se enquadra como de decadência, e sim de prescrição quinquenal, nos termos do art. 27 da Lei nº 8.078/90. Lapso temporal não transcorrido, prescrição não implementada. Em se tratando de relação de consumo, que advém do fornecimento de energia elétrica, a responsabilidade da concessionária por danos causados ao consumidor é o...

  • Acórdão nº 70056220502 de Tribunal de Justiça do RS, Décima Oitava Câmara Cível, 28 de Novembro de 2013

    ... ESPECIFICADO. DIREITO DO CONSUMIDOR. CONTRATOS DE CONSUMO. TELEFONIA. INOVAÇÃO RECURSAL. INTIMAÇÃO PESSOAL. Não merece conhecimento o recurso que pretende o exame de questões que não foram apreciadas no juízo a quo. A pretensão perante o juízo ad quem caracteriza inovação recursal. REPETIÇÃO DO INDÉBITO. PRESCRIÇÃO. ART. 206, §3º, IV, DO CÓDIGO CIVIL. NÃO INCIDÊNCIA. Inaplicável o prazo trienal do art. 206, § 3º, IV, do CCB, visto que não se...

  • Acórdão nº 70055220719 de Tribunal de Justiça do RS, Décima Oitava Câmara Cível, 28 de Novembro de 2013

    ... L. DIREITO PRIVADO NÃO ESPECIFICADO. CONTRATOS DE CONSUMO. TELEFONIA. INOVAÇÃO RECURSAL. INTIMAÇÃO PESSOAL. Não merece conhecimento o recurso que pretende o exame de questões que não foram apreciadas no juízo a quo. A pretensão perante o juízo ad quem caracteriza inovação recursal. REPETIÇÃO DO INDÉBITO. PRESCRIÇÃO. ART. 206, §3º, IV, DO CÓDIGO CIVIL. NÃO INCIDÊNCIA. Inaplicável o prazo trienal do art. 206, § 3º, IV, do CCB, visto que não se...

  • Acórdão nº 70056860604 de Tribunal de Justiça do RS, Décima Oitava Câmara Cível, 28 de Novembro de 2013

    ... ESPECIFICADO. DIREITO DO CONSUMIDOR. CONTRATOS DE CONSUMO. TELEFONIA. AÇÃO DECLARATÓRIA DE INEXIBILIDADE DE DÉBITO CUMULADA COM REPETIÇÃO DO INDÉBITO E INDENIZAÇÃO POR DANO MORAL. REPETIÇÃO DO INDÉBITO. PRESCRIÇÃO. ART. 206, §3º, IV, DO CÓDIGO CIVIL. NÃO INCIDÊNCIA. Inaplicável o prazo trienal do art. 206, § 3º, IV, do CCB, visto que não se trata de ação visando ressarcimento de enriquecimento sem causa. Também não se aplica o prazo decenal do...

  • Acórdão nº 70057111585 de Tribunal de Justiça do RS, Décima Oitava Câmara Cível, 12 de Dezembro de 2013

    ... L. DIREITO PRIVADO NÃO ESPECIFICADO. CONTRATOS DE CONSUMO. TELEFONIA. AÇÃO DE REPETIÇÃO DO INDÉBITO CUMULADA COM DANO MORAL REPETIÇÃO DO INDÉBITO. PRESCRIÇÃO. ART. 206, §3º, IV, DO CÓDIGO CIVIL. NÃO INCIDÊNCIA. Inaplicável o prazo trienal do art. 206, § 3º, IV, do CCB, visto que não se trata de ação visando ressarcimento de enriquecimento sem causa. Também não se aplica o prazo decenal do art. 205, do CC, em vista da regra especial contida no...

  • Acórdão nº 70055347819 de Tribunal de Justiça do RS, Décima Sétima Câmara Cível, 29 de Agosto de 2013

    ... COBRADOS A TÍTULO DE SERVIÇOS NÃO AUTORIZADOS. PRESCRIÇÃO REGULADA PELO ART. 27 DO CDC. DEVOLUÇÃO EM DOBRO QUE SE LIMITA ÀQUELAS FATURAS ACOSTADAS PELA PARTE AUTORA. APELO PARCIALMENTE PROVIDO. (Apelação Cível Nº 70055347819, Décima Sétima Câmara Cível, Tribunal de Justiça do RS, Relator: Elaine Harzheim Macedo, Julgado em 29/08/2013)

  • Acórdão nº 70057403164 de Tribunal de Justiça do RS, Décima Oitava Câmara Cível, 28 de Novembro de 2013

    ... L. DIREITO PRIVADO NÃO ESPECIFICADO. CONTRATOS DE CONSUMO. TELEFONIA. REPETIÇÃO DO INDÉBITO. PRESCRIÇÃO. ART. 206, §3º, IV, DO CÓDIGO CIVIL. NÃO INCIDÊNCIA. Inaplicável o prazo trienal do art. 206, § 3º, IV, do CCB, visto que não se trata de ação visando ressarcimento de enriquecimento sem causa. Também não se aplica o prazo decenal do art. 205, do CC, em vista da regra especial contida no art. 27, do CDC. DANO MORAL. CARACTERIZAÇÃO. COBRANÇA...

  • Acórdão nº 70056794761 de Tribunal de Justiça do RS, Décima Oitava Câmara Cível, 12 de Dezembro de 2013

    ... ESPECIFICADO. DIREITO DO CONSUMIDOR. CONTRATOS DE CONSUMO. TELEFONIA. REPETIÇÃO DO INDÉBITO. PRESCRIÇÃO. ART. 206, §3º, IV, DO CÓDIGO CIVIL. NÃO INCIDÊNCIA. Inaplicável o prazo trienal do art. 206, § 3º, IV, do CCB, visto que não se trata de ação visando ressarcimento de enriquecimento sem causa. Também não se aplica o prazo decenal do art. 205, do CC, em vista da regra especial contida no art. 27, do CDC. Sentença mantida para limitar a pretensã

  • Acórdão nº 70056581978 de Tribunal de Justiça do RS, Décima Oitava Câmara Cível, 28 de Novembro de 2013

    ... ESPECIFICADO. DIREITO DO CONSUMIDOR. CONTRATOS DE CONSUMO. TELEFONIA. AGRAVO RETIDO. Não merece conhecimento o agravo retido cujo pedido de apreciação da matéria não foi renovado na apelação. Aplicação do § 1° do art. 523 do CPC. REPETIÇÃO DO INDÉBITO. PRESCRIÇÃO. ART. 206, §3º, IV, DO CÓDIGO CIVIL. NÃO INCIDÊNCIA. Inaplicável o prazo trienal do art. 206, § 3º, IV, do CCB, visto que não se trata de ação visando ressarcimento de enriquecimento...

  • Acórdão nº 70057706301 de Tribunal de Justiça do RS, Décima Oitava Câmara Cível, 12 de Dezembro de 2013

    ... § 1° do art. 523 do CPC. REPETIÇÃO DO INDÉBITO. PRESCRIÇÃO. ART. 206, §3º, IV, DO CÓDIGO CIVIL. NÃO INCIDÊNCIA. Inaplicável o prazo trienal do art. 206, § 3º, IV, do CCB, visto que não se trata de ação visando ressarcimento de enriquecimento sem causa. Também não se aplica o prazo decenal do art. 205, do CC, em vista da regra especial contida no art. 27, do CDC. Sentença mantida para limitar a pretensão de restituição aos cinco anos anteriores

  • Acórdão nº 70057413130 de Tribunal de Justiça do RS, Décima Oitava Câmara Cível, 12 de Dezembro de 2013

    ... contidas no art. 206 do Código Civil prevendo a prescrição trienal. Precedentes do e. STJ. REPETIÇÃO DE INDÉBITO. A cobrança indevida implica no dever de restituir os valores recebidos indevidamente. - A repetição do indébito é devida na forma simples sem ser preciso comprovar erro, enquanto a rep...

  • Acórdão nº 70057695827 de Tribunal de Justiça do RS, Vigésima Câmara Cível, 18 de Dezembro de 2013

    ... iços por terceiros incluída na fatura telefônica. Prescrição. Legitimidade passiva. Denunciação da lide. Repetição em dobro. Dano moral. Tratando-se de relação obrigacional de trato contínuo e sucessivo, o prazo prescricional é de cinco anos. A empresa de telefonia demandada é parte legitimada para responder por eventuais danos causados ao consumidor, oriundos da cobrança indevida de serviços prestados por outras empresas, mas exigidos por meio...

  • Acórdão nº 70056112329 de Tribunal de Justiça do RS, Décima Oitava Câmara Cível, 28 de Novembro de 2013

    ... NÃO CONTRATADOS. ÔNUS DA PROVA. Tratando-se de relação de consumo, impõe-se ao fornecedor produzir provas que elidam os fatos constitutivos deduzidos na inicial. Dessa forma, e tendo em conta a verossimilhança dos fatos alegados na exordial, competia à operadora ré provar que não teria havido a cobrança indevida de valores nas faturas mensais, ônus do qual, porém, não se desincumbiu. Ademais, inviável exigir da parte autora a produção de...

  • Acórdão nº 70047412887 de Tribunal de Justiça do RS, Nona Câmara Cível, 25 de Abril de 2012

    ... que a contratação também se subsuma em típica relação de consumo. Em assim sendo, não se mostra elidida a responsabilidade do construtor ou empreiteiro por vícios do serviço, prevista no art. 18 do CDC, porquanto de relação de consumo está a se tratar. E aqui uma aparente antinomia no sistema, haja vista que o Código Civil prevê o prazo de três anos para a pretensão de reparação civil (art. 206, V, §3º, do CC/02), entendimento sufragado pelo

  • Acórdão nº 70055176937 de Tribunal de Justiça do RS, Décima Oitava Câmara Cível, 22 de Agosto de 2013

    ... ENIZAÇÃO POR DANOS MORAIS. REPETIÇÃO DO INDÉBITO. PRESCRIÇÃO. ART. 206, §3º, IV, DO CÓDIGO CIVIL. NÃO INCIDÊNCIA. Inaplicável o prazo trienal do art. 206, § 3º, IV, do CCB, visto que não se trata de ação visando ressarcimento de enriquecimento sem causa. Também não se aplica o prazo decenal do art. 205, do CC, em vista da regra especial contida no art. 27, do CDC. Preliminar parcialmente acolhida, para limitar a pretensão de restituição aos...

  • Acórdão nº 70054972096 de Tribunal de Justiça do RS, Décima Oitava Câmara Cível, 22 de Agosto de 2013

    ... SERVIÇOS NÃO CONTRATADOS. REPETIÇÃO DE INDÉBITO. PRESCRIÇÃO. ART. 206, §3º, IV, DO CÓDIGO CIVIL. NÃO INCIDÊNCIA. Inaplicável o prazo trienal do art. 206, § 3º, IV, do CCB, visto que não se trata de ação visando ressarcimento de enriquecimento sem causa. Aplicação da regra especial contida no art. 27, do CDC. REPETIÇÃO DE INDÉBITO. RESTITUIÇÃO DE VALORES COBRADOS INDEVIDAMENTE. EXTENSÃO DA CONDENAÇÃO ÀS COBRANÇAS NÃO COMPROVADAS NA FASE DE...

  • Acórdão nº 70054860853 de Tribunal de Justiça do RS, Décima Oitava Câmara Cível, 22 de Agosto de 2013

    ... SERVIÇOS NÃO CONTRATADOS. REPETIÇÃO DE INDÉBITO. PRESCRIÇÃO. ART. 206, §3º, IV, DO CÓDIGO CIVIL. NÃO INCIDÊNCIA. Inaplicável o prazo trienal do art. 206, § 3º, IV, do CCB, visto que não se trata de ação visando ressarcimento por enriquecimento sem causa. Também não se aplica o prazo decenal do art. 205, do CC, em face da regra especial contida no art. 27, do CDC. Preliminar parcialmente acolhida para limitar a pretensão de restituição aos cinco

  • Acórdão nº 70055449813 de Tribunal de Justiça do RS, Décima Sétima Câmara Cível, 29 de Agosto de 2013

    ... IZADOS, BASE NO ART. 42, PARÁGRAFO ÚNICO, DO CDC. PRESCRIÇÃO REGULADA PELO ART. 27 DO CDC. COBRANÇA INDEVIDA E SEM MAIOR REPERCUSSÃO, COMO A INSCRIÇÃO EM CADASTROS DE INADIMPLENTES. CASO EM QUE A JURISPRUDÊNCIA ENQUADRA AS CONSEQUÊNCIAS COMO DE MERO ABORRECIMENTO, SEM ATINGIR A ESFERA ANÍMICA. APELO PARCIALMENTE PROVIDO. (Apelação Cível Nº 70055449813, Décima Sétima Câmara Cível, Tribunal de Justiça do RS, Relator: Elaine Harzheim Macedo,...

  • Acórdão nº 70056132095 de Tribunal de Justiça do RS, Décima Oitava Câmara Cível, 28 de Novembro de 2013

    ... ESPECIFICADO. DIREITO DO CONSUMIDOR. CONTRATOS DE CONSUMO. TELEFONIA. INÉPCIA RECURSAL. VALORES A REPETIR. FATURAS DOS AUTOS. INTERESSE RECURSAL. A parte não tem interesse recursal quando pede a reforma da decisão para obter o mesmo proveito que lhe foi alcançado pela decisão recorrida. A falta de interesse, por se tratar de requisito intrínseco de admissibilidade, autoriza o não conhecimento do recurso. REPETIÇÃO DO INDÉBITO. PRESCRIÇÃO. ART. 20

  • Acórdão nº 70055189518 de Tribunal de Justiça do RS, Décima Sétima Câmara Cível, 29 de Agosto de 2013

    ... COBRADOS A TÍTULO DE SERVIÇOS NÃO AUTORIZADOS. PRESCRIÇÃO REGULADA PELO ART. 27 DO CDC. COBRANÇA INDEVIDA E SEM MAIOR REPERCUSSÃO, COMO A INSCRIÇÃO EM CADASTROS DE INADIMPLENTES. CASO EM QUE A JURISPRUDÊNCIA ENQUADRA AS CONSEQUÊNCIAS COMO DE MERO ABORRECIMENTO, SEM ATINGIR A ESFERA ANÍMICA. APELO DA DEMANDADA PARCIALMENTE PROVIDO, PREJUDICADO O RECURSO DA AUTORA. (Apelação Cível Nº 70055189518, Décima Sétima Câmara Cível, Tribunal de Justiça...

  • Acórdão nº 70056866734 de Tribunal de Justiça do RS, Décima Oitava Câmara Cível, 12 de Dezembro de 2013

    ... L. DIREITO PRIVADO NÃO ESPECIFICADO. CONTRATOS DE CONSUMO. TELEFONIA. REPETIÇÃO DO INDÉBITO. PRESCRIÇÃO. ART. 206, §3º, IV, DO CÓDIGO CIVIL. NÃO INCIDÊNCIA. Inaplicável o prazo trienal do art. 206, § 3º, IV, do CCB, visto que não se trata de ação visando ressarcimento de enriquecimento sem causa. Também não se aplica o prazo decenal do art. 205, do CC, em vista da regra especial contida no art. 27, do CDC. Sentença mantida para limitar a pretensã