Revista Contemporânea de Contabilidade

Editora:
Universidade Federal de Santa Catarina
Data de publicação:
2011-03-11
ISBN:
1807-1821

Descrição:

A Revista Contemporânea de Contabilidade (RCC) tem por missão interagir com diferentes públicos e instituições no que diz respeito aos conhecimentos contábeis, tanto em nível nacional como internacional, divulgar e fomentar o desenvolvimento de metodologias e procedimentos nas áreas do ensino, da pesquisa e da extensão em atividades contábeis, e contribuir para a formação humana e profissional nos limites das discussões e possibilidades das Ciências Econômicas e Sócio-Aplicadas.

Documentos mais recentes

  • Balanced Scorecard como modelo para implementar a internacionalização na universidade pública: um olhar interpretativo a partir da pesquisa participante

    As universidades públicas brasileiras enquanto participantes do cenário neoliberal e globalizado são conclamadas a dar muitas respostas diante das exigências contemporâneas, uma delas é a internacionalização do ensino superior. O objetivo desse artigo é propor, sob uma lente interpretativa, um modelo de Balanced Scorecard (BSC) para implementar a estratégia de internacionalização em universidades públicas. Desenvolvido sob uma abordagem qualitativa, esse estudo de caso instrumental usou a metodologia de pesquisa participante para construir um mapa estratégico, um painel de bordo e um quadro de indicadores de desempenho para a internacionalização da universidade. A pesquisa oferece, por meio do conceito de transferabilidade, a possibilidade de outras universidades refletirem e trabalharem seus próprios planos sob uma perspectiva diferenciada da colonialidade do norte e mensurarem seu próprio grau de internacionalização sem ficarem presas apenas aos rankings acadêmicos que a medem

  • Estrutura de dívida e seus determinantes: uma análise das grandes indústrias brasileiras

    O objetivo deste estudo é analisar os determinantes das fontes de financiamento das maiores empresas brasileiras do setor industrial, tendo como foco as empresas de capital fechado. A análise foi feita considerando uma amostra única de 153 empresas, sendo 64 de capital aberto e 89 de capital fechado. As dívidas foram classificadas em cinco categorias, a saber: a) dívida bancária; b) dívida subsidiada; c) dívida de mercado de capitais; d) arrendamento mercantil; e e) outros. De acordo com os resultados encontrados, os determinantes das fontes de financiamento variam a depender da fonte analisada e do tipo de empresa analisada (de capital aberto ou capital fechado). Além disso, o estudo também mostra que a maior parte das variáveis apontadas pela literatura como determinantes da estrutura de capital não são capazes de explicar a variação das fontes de financiamento dessas empresas de capital fechado

  • Efeitos da favorabilidade orçamentária na relação entre participação, atitudes e desempenho gerencial

    Esta pesquisa avalia os efeitos intervenientes da favorabilidade orçamentária na relação entre participação orçamentária, atitudes em relação aos decisores orçamentais (confiança no supervisor e compromisso organizacional) e o desempenho gerencial. Pesquisa descritiva, foi realizada por meio de levantamento e abordagem quantitativa de dados (path analysis), com amostra composta por 156 gestores com responsabilidade orçamentária em organizações industriais de grande porte, sediadas no Brasil. Os resultados encontrados revelam que a participação orçamentária e a favorabilidade orçamentária interagem para influenciar diretamente as atitudes gerenciais relacionadas a confiança no supervisor e o compromisso organizacional. Por consequência, tais interações exercem influência direta e conjunta no desempenho gerencial. Pode-se concluir, para a amostra analisada, que a favorabilidade orçamentária influencia a relação existente entre participação orçamentária, atitudes em relação aos decisores orçamentais e o desempenho gerencial. Estes resultados contribuem para o entendimento dos condicionantes a obtenção de melhor desempenho gerencial no contexto orçamentário e dos efeitos intervenientes da favorabilidade orçamentária

  • Editorial
  • Capitalismo na Europa Medieval: a contabilidade impulsionou o genuíno espírito capitalista?

    O propósito deste ensaio teórico é analisar se a contabilidade impulsionou, de forma genuína, a prática capitalista europeia medieval por meio do método da dupla entrada. O estudo centra-se entre os séculos XIII a XVIII, com retorno à Antiguidade. O método é dialético-historial como exame dos fatos. As inferências foram feitas a partir da tese de Sombart, cuja ideia é de que o capitalismo europeu medieval só foi possível por causa da contabilidade de dupla entrada. Em contrapartida, Yamey contesta essa posição. De outra parte, para Sanandaji, o capitalismo não nasceu na Europa medieval, mas na Antiguidade. Este ensaio detectou evidências em Guanzi, Arthaśāstra e Ciropédia, ao apontarem marcas do capitalismo no mundo antigo. Mattessich revela que, no mundo antigo, já existia o princípio da dualidade, responsável pelo registro das transações negociais daquela época. As reflexões alcançadas sugerem afirmar que a contabilidade contribuiu tanto para a prática capitalista medieval na Europa quanto para o mundo antigo. Tais evidências insinuam a ausência de um espírito europeu genuíno tanto para o método contábil quanto para o capitalismo, na medida em que os elementos, pretensamente, genuínos foram trazidos da Ásia e do Oriente, como: a aritmética comercial e as regras de escrituração contábil

  • Uso cerimonial do planejamento de resultados nos municípios de São Paulo

    A pesquisa analisou a qualidade das informações de desempenho do planejamento de municípios do Estado de São Paulo, que é uma exigência legal no Brasil desde 2002. A análise comparou os indicadores e metas dos Planos plurianuais de Prefeituras nos exercícios de 2011, 2015 e 2019. A pesquisa utilizou 4 medidas para analisar o conteúdo informacional do planejamento de resultados: (i) metas ou objetivos previstos zerados, (ii) metas realizadas zeradas, (iii) metas inconsistentes, e (iv) metas com dotação simbólica. Os resultados indicam uma alta proporção de informações sobre desempenho com conteúdo informacional questionável, e que provavelmente não é utilizada para a gestão de políticas públicas. Nestes casos, os programas, indicadores, ações e metas são criados e mantidos apenas para fins cerimoniais na prestação de contas junto a Tribunais de Contas. Ao que tudo indica, a lógica do planejamento tradicional com foco apenas no volume de recursos alocado por departamentos ainda prevalece em boa parte dos municípios paulistas

  • Cooperativas de crédito como negócios de impacto: o caso da Sicoob Credichapada

    As cooperativas de crédito podem assumir a forma de negócios de impacto social na medida em que desenvolvem ações que geram desdobramentos que minimizem a condição de vulnerabilidade e pobreza. Este estudo buscou descrever e analisar os impactos sociais e econômicos proporcionados aos alunos atendidos por um programa de educação desenvolvido pela cooperativa de Crédito Sicoob Credichapada. A partir de um estudo de caso único exploratório, utilizou-se de análise documental, entrevistas e observação assistemática. Os resultados mostram que o programa de educação consegue gerar resultados positivos nos jovens, em educação financeira, propósitos de vida, consciência social e de liderança. O estudo buscou dar enfoque aos impactos de geração e administração de recursos e de mudança nas perspectivas de vida dos alunos. A partir da exposição desses resultados, espera-se que outras comunidades busquem transformações sociais por meio de negócios de impacto social, como as cooperativas de crédito

  • Mecanismos de auditoria e gerenciamento de resultados contábeis

    Este estudo tem por objetivo analisar a influência dos mecanismos de auditoria no gerenciamento de resultados contábeis. A investigação reúne dados de 142 empresas não financeiras participantes da carteira do Índice de Ações com Governança Corporativa Diferenciada da B3, no período de 2011 a 2017. A estatística descritiva das métricas de gerenciamento de resultados (accruals discricionários, o nível anormal das atividades reais e o resultado contábil anormal) sinaliza que os accruals discricionários é a medida que mais contribui para a redução da qualidade das informações contábeis. A partir de regressões múltiplas com dados em painel e pelo método de regressão quantílica, verificou-se que os mecanismos de auditoria melhoram a qualidade das informações contábeis e que a existência de órgãos de auditoria interna e controle interno, tidos como mecanismos internos de governança corporativa, não são eficientes em inibir a adoção de estratégias de gerenciamento de resultados por mudança de classificação, para a amostra e período investigados

  • Como atua um controller business partner? Estudo baseado em práticas do mercado

    Este estudo tem como objetivoconhecer a forma de atuação de controllers considerados Business Partners. A lacuna a preencher vem do debate sobre a transformação do controller tradicional em business partner, e procura evidenciar se as novas atuações reforçam o modelo tradicional, ou se de fato é possível identificar um novo perfil de profissional; caso confirmado, o que o diferencia do primeiro perfil. A contribuição prática traz evidências sobre a forma de atuação dos controllers BP, e a contribuição teórica reforça o estudo de Weber (2011) sobre os estágios da controladoria. Sete profissionais business partners foram entrevistados, tendo como base um roteiro semiestruturado. Identificou-se a participação ativa dos profissionais nos ganhos das organizações, interagindo com as áreas operacionais e de negócios, e atuando como interlocutores para identificar oportunidades e riscos nas decisões. Destacam-se habilidades e competências como comunicação, senso crítico, visão holística, e construção de alianças

  • Adoção mandatória das IFRS influencia na previsão de crescimento e rentabilidade? Uma análise em países emergentes

    Este estudo tem como objetivo investigar o impacto da adoção mandatória das IFRS nas previsões de crescimento e rentabilidade das empresas de países emergentes. É investigado se a adoção de IFRS por 324 empresas de capital aberto em países emergentes (África do Sul, Brasil, Chile, Filipinas, Malásia, México, Nigéria, Peru, Rússia e Colômbia) está associada a um aumento na precisão de previsão de rentabilidade e crescimento, através do modelo de reversão à média, considerando os períodos de pré-IFRS e pós-IFRS de cada país analisado, totalizando 5.149 observações. Os resultados sugerem que a adoção mandatória das IFRS reduz os erros de crescimento e rentabilidade previstos. Este estudo contribui para a literatura sobre o efeito das IFRS na análise de previsão e preenche uma lacuna na literatura empírica sobre contabilidade, que até o presente momento, concentra-se principalmente nas economias desenvolvidas

Documentos em destaque

VLEX uses login cookies to provide you with a better browsing experience. If you click on 'Accept' or continue browsing this site we consider that you accept our cookie policy. ACCEPT