Revista Gênero

Editora:
Universidade Federal Fluminense
Data de publicação:
2021-01-02
ISBN:
1517 -9699

Documentos mais recentes

  • A campanha 'pela divisão justa do trabalho doméstico' e a popularização do feminismo para as mulheres rurais

    A histórica desigualdade da divisão do trabalho doméstico entre mulheres e homens acentuou-se durante a pandemia de covid-19, sobretudo para as populações rurais. Baseado nesse cenário, este artigo analisa, pela perspectiva das teorias feministas, os episódios das Zapnovelas, produzidos pela campanha “Pela divisão justa do trabalho doméstico”. Os episódios foram estudados pela análise de conteúdo. Constatou-se que ao adaptar o formato popular das telenovelas para as redes sociais, as organizações feministas utilizam estratégias para aproximar os feminismos das mulheres rurais, falando sobre equidade, divisão sexual do trabalho, além de estimular o debate sobre masculinidades e empoderamento feminino. Palavras-chave: Mulheres rurais; Interseccionalidade; Feminismo

  • Encarceramento feminino, seletividade penal e tráfico de drogas

    Este artigo reflete sobre o encarceramento em massa, especialmente de mulheres jovens, pretas, pardas e pobres, envolvidas com o tráfico de drogas, de modo a explicar as condições que levaram ao aumento exponencial da população carcerária feminina no Brasil, bem como a seletividade penal dessas camadas sociais, a partir de literatura crítica e da perspectiva interseccional. A interseccionalidade permite superar a análise descritiva e estanque dos fatores envolvidos na prática do crime cometido por mulheres e seu consequente encarceramento, esclarecendo como o sistema judicial pode incorporar e perpetuar a injustiça social. Palavras-chave: Encarceramento feminino; Tráfico de drogas; Seletividade penal

  • Diálogos feministas sobre fake news, discursos de ódio e política do cancelamento
  • Dos episódios de racismo cotidiano à tomada de consciência da negritude
  • Editorial
  • Famílias plurais: um panorama sobre famílias e adoção dentro de perspectivas de sexualidade e gênero no Brasil

    Este artigo discorre sobre a organização das famílias, ressaltando os novos arranjos parentais, que incluem a adoção de crianças por casais LGBTQI+. Assim, posiciona-se contra o discurso de “famílias desestruturadas” disseminado pelo corpo político conservador no Brasil. Diante disso, propõese observações sobre os avanços a respeito dos direitos alcançados pela população LGBTQI+, como a legislação da união estável e a adoção. Para tanto, utilizou-se relatos de homens gays em Recife e dados encontrados em outras pesquisas com a mesma temática. O objetivo deste artigo é ampliar o debate sobre direitos da família em relação a pessoas LGBTQI+ no Brasil. Palavras-chave: Adoção; Direitos LGBTQI+; Família

  • Gênero, políticas públicas e serviço social
  • Notas sobre a comunidade de itaboraí do meio menino deus, morada das mulheres marupiaras da amazônia

    Este estudo tem como objetivo compreender as transformações no trabalho de mulheres de uma comunidade de várzea amazônica, Itaboraí do Meio Menino Deus, lugar historicamente conhecido como refúgio de negros escravizados. Atualmente, é morada de mulheres que vivem a partir do protagonismo de seus saberes e fazeres diários. O artigo está estruturado em: contexto da pesquisa; metodologia; resultados e discussão. Avaliamos conjunturas inerentes a contradições no movimento laboral remunerado, que gera autonomia às mulheres, mas também aumenta a carga de atividades dentro e fora de casa. Partindo de vozes e realidades interpretadas, identificamos avanços e retrocessos desse movimento. Palavras-chave: Comunidade; Gênero; Trabalho

  • Percepções das mulheres do jiu-jitsu: entre entraves e avanços

    O objetivo do estudo foi analisar os desafios que mulheres enfrentam na prática do jiu-jitsu brasileiro na percepção de faixas-pretas do sexo feminino na cidade do Rio de Janeiro. Foram entrevistadas 16 mulheres, faixas-pretas de jiu-jitsu, entre 23 e 47 anos, com mais de sete anos de experiência na modalidade. Os resultados evidenciaram três categorias: defesa pessoal, inferioridade nas competições e desigualdade de gênero. Ainda que no contexto atual a participação feminina tenha aumentado, ainda são percebidos desafios e preconceitos em relação à prática do jiu-jitsu por mulheres. Palavras-chave: Jiu-Jitsu; Esporte; Gênero

  • População LGBTQIA+ em situação de rua: assistência social em debate

    Este artigo apresenta reflexões sobre a assistência social voltada à população LGBTQIA+ em situação de rua (PSR+). Trata-se de uma pesquisa bibliográfica, contendo observações realizadas durante a jornada acadêmica do pesquisador em torno das esferas mencionadas. Consideramos este debate relevante, tendo em vista o pouco acervo teórico encontrado na atualidade. Busca-se compreender a relação intrínseca entre a política de assistência social e as necessidades da PSR+ na contemporaneidade. Como resultado principal deste escrito, apontamos o Centro Pop como importante campo de compreensão e intervenção na realidade da PSR+, devido à sua capacidade protetiva, instrumental e política. Palavras-chave: População em situação de rua; Diversidade sexual; Assistência social

Documentos em destaque

VLEX uses login cookies to provide you with a better browsing experience. If you click on 'Accept' or continue browsing this site we consider that you accept our cookie policy. ACCEPT