Balanço - AMBEV S.A

Publication Date25 Fev 2021
Sumário
Caderno Empresarial 2
BALANÇO
AMBEV S.A. .....................................................................................2
BRADESCO SA -CTVM ...................................................................39
SWISS RE BRASIL RESSEGUROS S.A. ...............................................24
SWISS RE CORPORATE SOLUTIONS BRASIL SEGUROS S.A...............16
TOKIO MARINE SEGURADORA S/A ................................................30
Diário Oficial
Estado de São Paulo
Empresarial 2
Volume 131 • Número 37 Página 2
São Paulo, quinta-feira, 25 de fevereiro de 2021
Ambev S.A.
Companhia Aberta - CNPJ/MF nº 07.526.557/0001-00 - NIRE 35.300.368.941
www.ambev.com.br
RELATÓRIO DA ADMINISTRAÇÃO
O ano de 2020 foi marcado pelo profundo impacto gerado pela pandemia da COVID-19, que levou a mudanças significativas na
dinâmica social universal produzindo, inclusive, sensíveis alterações no hábito de consumo dos nossos produtos nos mercados em
geral impactando nos resultados desse exercício. Nesse quadro, dadas incertezas causadas pela pandemia, nos encontrávamos em
um momento de redefinição de nosso ecossistema que nos permitiu reformular nosso propósito, repactuá-lo e desenvolver
relacionamentos mais fortes e sustentáveis com nossos clientes, distribuidores e fornecedores, nos reconectando, diuturnamente com
nossos consumidores e nos inserimos na ajuda constante a sociedade, como um todo.
A nossa tradicional capacidade de adaptação às mudanças no mercado nos permitiu garantir a solidez da nossa posição financeira,
preservando a liquidez da Companhia no curto e longo prazo. Ainda, fomos capazes de reagir rapidamente às mudanças na dinâmica
dos canais on-trade e off-trade e, graças à nossa excelência operacional, à força de nossas inovações e à nossa eficácia de execução
comercial, nosso volume de vendas cresceu 1,4% alcançando um crescimento orgânico da receita líquida de 4,7% dentro de um
cenário extremamente desafiador. Por outro lado, à medida em que a pandemia avançou, ocorreram significativas mudanças no
comportamento do consumidor e na dinâmica dos canais de distribuição e vendas, iniciadas em meados de março, quando os
governos impuseram restrições que variaram em termos de escopo e intensidade em resposta à COVID-19, e continuaram a impactar
permeando todo o ano de 2020. Enfrentamos pressões significativas no custo do produto vendido devido ao aumento da participação
dos produtos descartáveis (one-way) em nosso portfólio bem como à desvalorização das moedas nos nossos maiores mercados,
levando a uma queda orgânica significativa do EBITDA de 11,1%, com contração orgânica da margem em 590 pontos-base.
Não obstante, o ano de 2020 foi marcado por inovações e pela transformação do nosso negócio através da tecnologia. No segmento
de cervejas no Brasil, o grande destaque foi o lançamento da Brahma Duplo Malte, resultado da escuta ativa dos nossos consumidores,
que traz em sua receita os maltes Munich e Pilsner e uma cremosidade que entregam uma experiência diferenciada aos consumidores,
fazendo com que o produto se tornasse líder do segmento core plus no ano de seu lançamento. Investimos também na renovação
visual da Bohemia, que continuou a apresentar fortes resultados sequenciais e fechou o ano com a segunda posição no segmento
core plus. Nosso portfólio de cervejas premium manteve um ritmo de crescimento acima da indústria de cerveja, com nossas marcas
globais se fortalecendo. As marcas domésticas, Original, Serramalte e Chopp Brahma, enfrentaram um cenário mais desafiador, com
o canal on-trade impactado pelas restrições adotadas pelos governos locais para controlar a pandemia da COVID-19. Lançamos
ainda duas novas cervejas produzidas com ingredientes locais, a Berrió do Piauí e a Esmera de Goiás, contribuindo para o fomento
da economia e cultura dos Estados onde são produzidas e vendidas. Por fim, continuamos inovando em outras categorias de bebidas,
com o lançamento de quatro novas variantes da família Beats, a Beats Zodiac, em 12 edições colecionáveis em parceria com a
cantora Anitta, além das bebidas mistas Mike’s e Isla.
No mercado de Bebidas não Alcoólicas no Brasil, fizemos o lançamento nacional do Natu, nossa versão do Guaraná Antarctica feita
com ingredientes 100% naturais e continuamos investindo na redução do teor de açúcar em nosso portfólio. Além disso, lançamos em
tempo recorde de sessenta dias o For Me, uma bebida funcional, entrando em uma nova categoria no segmento de não alcoólicos.
Também expandimos o portfólio Do Bem, com uma linha de infusões e o lançamento de latas 269ml para que sucos pudessem ser
vendidos também em bares e restaurantes premium. Ao longo do ano, nosso portfólio premium foi impactado pela mudança de
dinâmica entre canais e com as restrições para abertura do on-trade. O grande destaque foi a Sukita, que agora conta com Sukita
limão e apresentou crescimentos significativos ao longo do ano.
Na América Latina Sul, enfrentamos expressiva volatilidade macroeconômica, especialmente na Argentina, que aliada às fortes
restrições à circulação de pessoas que impactaram a Bolívia no decorrer da pandemia, comprometeu, significativamente, os
resultados na região. Nesse cenário, mantivemos o foco em nos adaptar às restrições e fortalecer nossas marcas em cada país. Na
Argentina, a marca Andes Origen, continuou em acelerado ritmo de crescimento ao longo do ano, colaborando com o crescimento do
segmento core plus.
A América Central e Caribe foi nossa região mais impactada em termos de volumes. Nossos principais países na região, República
Dominicana e Panamá, enfrentaram rigorosas restrições ao consumo de bebidas e circulação de pessoas, afetando expressivamente
nossas vendas. Apesar dos desafios, fomos eficientes nas nossas iniciativas de gestão de receita e controle de despesas que, aliados
à alavancagem operacional dos nossos negócios nos países devido ao elevado peso de formatos retornáveis, permitiram que
mantivéssemos as margens EBITDA em patamares elevados próximos aos do ano anterior.
No Canadá, pela primeira vez, a Corona assumiu a posição de marca de cerveja mais forte do país. O desempenho dos nossos
portfolios premium e core plus, liderados pelas marcas Corona, Stella Artois e Michelob Ultra fizeram com que ganhássemos
participação de mercado em 2020. Nosso portfólio de bebidas alcóolicas ready to drink apresentou crescimentos expressivos liderados
por Nutrl, uma marca da nossa nova investida Goodridge&Williams (G&W).
Em 2021, apesar de enfrentar pressões significativas no custo do produto vendido devido à desvalorização do Real e do Peso
Argentino ao longo de 2020, continuaremos fortalecendo os fundamentos que temos construído nos últimos anos para o crescimento
de volume e retomada de uma trajetória de crescimento de margens no longo prazo: (i) nos tornar cada vez mais focados em nossos
clientes e consumidores; (ii) continuar a desenvolver, fortalecer e renovar o nosso portfólio; (iii) alavancar a nossa ampla capacidade
de distribuição; (iv) levar empolgantes inovações aos consumidores; (v) reforçar nossas iniciativas de transformação digital;
e (vi) continuarmos investindo fortemente em nossa gente.
Mantivemos nosso importante compromisso com as metas de sustentabilidade para 2025, voltadas ao acesso à água, clima e
energia, embalagens sustentáveis, agricultura sustentável e empreendedorismo, além da dedicação às iniciativas para o consumo
inteligente de nossos produtos. Por fim, não poderíamos deixar de destacar a importância da Gente Ambev, com nossa cultura focada
no consumidor e no crescimento sustentável de longo prazo.
Victorio Carlos De Marchi
Copresidente do Conselho Carlos Alves de Brito
Copresidente do Conselho Jean Jereissati
Diretor Presidente Executivo
VISÃO GERAL DA COMPANHIA
Atualmente, com operações em 18 países nas três Américas, somos líderes no mercado latino-americano. Nosso negócio consiste
na produção e comercialização de cervejas, refrigerantes e outras bebidas não alcoólicas e não carbonatadas, e é agrupado em
quatro zonas identificadas como segmentos reportáveis:
Brasil, integrado pela produção e comercialização de cervejas, refrigerantes e bebidas não alcoólicas e não carbonatadas;
América Central e Caribe (“CAC”), integrada pelas nossas operações diretas na República Dominicana, Cuba, Saint Vincent,
Dominica, Antígua, Guatemala (que também abastece El Salvador, Honduras e Nicarágua), Barbados e Panamá;
América Latina Sul (“LAS”), integrada por nossas operações de cervejas, refrigerantes e bebidas não alcóolicas e não carbonatadas
na Argentina, Bolívia e Uruguai, além da produção e comercialização de cervejas no Chile e Paraguai; e
Canadá, com a produção e comercialização de cervejas e um portfólio de marcas de bebidas mistas e cidras, incluindo exportações
para os Estados Unidos da América.
As principais marcas da Companhia são Skol, Brahma, Antarctica, Bohemia, Original, Quilmes Clasica, Presidente, Paceña, Pilsen,
Labatt Blue, Alexander Keith’s, Kokanee e Guaraná Antarctica. Além disso, a Ambev é uma das maiores engarrafadoras independentes
da PepsiCo no mundo. Produzimos, vendemos e distribuímos no Brasil e em outros países da América Latina produtos como Pepsi,
H2OH!, Lipton Ice Tea e o isotônico Gatorade sob licença da PepsiCo. Temos também acordos com a Red Bull e Suntory Beam para
distribuição de seu portfólio em alguns canais de vendas e regiões específicas no Brasil e alguns outros mercados. Comercializamos,
ainda, diversos produtos da Anheuser-Busch Inbev S.A./N.V. (“AB-InBev”), tais como Budweiser, Bud Light, Stella Artois, Corona,
Beck’s e Michelob Ultra.
SUSTENTABILIDADE
Fazer as melhores cervejas começa com os melhores ingredientes. E para isso precisamos de um meio ambiente saudável e de
comunidades prósperas. Estamos aqui há mais de 100 anos e queremos estar nos próximos 100 e além. Por isso, a sustentabilidade
socioambiental não é um capítulo à parte da nossa estratégia de negócio, ela é o nosso negócio.
Em 2018, lançamos nossa plataforma 100+ de sustentabilidade. Assumimos compromissos em cinco pilares: Água, Agricultura
Sustentável, Clima e Energia, Embalagem Circular e Empreendedorismo. Também temos o compromisso com o consumo inteligente
de bebidas alcoólicas. Nosso foco é muito claro: eliminar o consumo indevido de bebidas alcoólicas, ou seja, associado à direção, em
excesso ou por menores de idade. Não nos interessa o lucro proveniente do consumo indevido de nossos produtos. O que queremos
é ter uma relação duradoura e saudável com os consumidores.
Água
Objetivo até 2025: 100% das nossas comunidades em áreas de alto risco devem ter, de forma mensurável, melhor qualidade e
disponibilidade hídrica.
Água é a nossa principal matéria-prima e bandeira socioambiental. Justamente por isso, e por reconhecermos os impactos que
nossos negócios podem causar, valorizamos iniciativas que promovam a disponibilidade e qualidade da água, unindo parceiros,
compartilhando conhecimento e auxiliando na utilização sustentável do recurso. Nos últimos 20 anos, a Ambev reduziu em 54% o
consumo de água, chegando à marca de 2,43 litros de água para cada litro de cerveja produzido, como efeito de investimento num
sistema de gestão, tecnologias e de uma operação engajada de maneira consistente ao longo do tempo. Entendemos que não
teremos o impacto necessário agindo sozinhos, por isso, compartilhamos esse conhecimento hídrico para ajudar empresas e
indústrias na economia e gestão da água. Lançamos o SAVEh - Sistema de Autoavaliação de Eficiência Hídrica, fruto de uma parceria
inovadora com as ONGs Fundación Avina e Carbon Trust, e com o Pacto Global da ONU. O programa foi desenvolvido por meio de
uma plataforma online totalmente gratuita, por meio da qual outras empresas podem ter acesso ao sistema de gerenciamento hídrico
da Ambev.
Além de trabalhar para reduzir o consumo nas operações, a Ambev atua para preservar as bacias hidrográficas do Brasil. Por isso
lançamos em 2010 o Projeto Bacias e Florestas, com o objetivo de recuperar e proteger importantes bacias hidrográficas do país. Em
parceria com o poder público e com ONGs, como WWF Brasil e The Nature Conservancy (TNC), a Ambev já adotou sete bacias em
todo o Brasil, três na Bolívia e uma na Argentina. Esses projetos são feitos junto às comunidades localizadas no entorno de suas
cervejarias e, em Jaguariúna, o projeto tem como uma das principais ações o Pagamento por Serviços Ambientais (PSA) a produtores
rurais, que tem o objetivo de oferecer incentivo aos agricultores que se comprometam com práticas de conservação nas suas
propriedades. Com 10 anos de existência no Brasil, já plantamos mais de 1,8 milhões de árvores e reflorestamos mais de 10.000
hectares, o que equivale a 12.000 estádios do Maracanã. O projeto Bacias e Florestas foi reconhecido pela ONU e pelo Governo
Federal do Brasil como uma das 150 boas práticas de conservação ambiental no país.
A Ambev também lançou, em 2017, o primeiro negócio social de uma grande empresa no Brasil: a Água AMA. Todo o lucro gerado
com as vendas do produto é destinado a iniciativas de acesso à água no semiárido. Hoje, 35 milhões de brasileiros não têm acesso à
água potável, principalmente nessa região. A atuação da AMA se estende por todos os Estados da região do semiárido brasileiro. A
Fundación Avina é nossa parceira institucional e coordena as organizações parceiras de cada Estado, que executam os projetos tanto
de implementação de sistema de abastecimento de água, quanto de instalação de cisternas em escolas. Além de beneficiar mais de
54 mil pessoas, AMA também conscientiza os consumidores sobre o problema da seca e da falta de água em outras regiões do país
e tem impacto na empresa com o envolvimento de uma grande equipe e nos clientes que passam a trabalhar pela causa. É um projeto
que conecta todos por uma causa maior.
Agricultura
Objetivo até 2025: 100% dos nossos agricultores devem estar treinados, conectados e com estrutura financeira para desenvolver um
plantio cada vez mais sustentável.
Na Ambev, todos os ingredientes são escolhidos com atenção aos mínimos detalhes, por isso as análises de recebimento e
classificação da cevada são feitas por técnicos especializados, o que confere transparência e confiabilidade. Preocupados com a
qualidade dos ingredientes que usamos, mantemos há mais de 30 anos, uma parceria com a Embrapa (Empresa Brasileira de
Pesquisa Agropecuária) para incentivar o cultivo de cevada no Brasil e por meio desse trabalho conjunto, buscamos, principalmente,
incentivar os produtores. Ao todo, cerca de 2.300 agricultores do Rio Grande do Sul e do Paraná realizam o cultivo de 170 mil
toneladas do grão de cevada a cada safra.
Desenvolvemos uma ferramenta chamada SmartBarley, um programa digital para a análise técnica dos cultivos que reúne informações
sobre práticas culturais, características de solo da região e performance das lavouras. São cerca de 500 produtores de cevada
envolvidos no projeto, o que significa um aumento dos lucros por meio da otimização de recursos e aumento da produtividade por
hectare para cada um dos envolvidos. Além disso, a Ambev fornece incentivos à plantação de cevada por regiões e se torna um
parceiro do produtor, em relação a sementes, financiamento de fertilizantes, garantias de compra da cevada cervejeira antes do
plantio e, também, a opção de compra da cevada forrageira.
Ainda, criamos nossa plataforma ROOTS, que cria receitas de cervejas utilizando ingredientes produzidos por pequenos agricultores,
tais como a mandioca e o caju, que são plantados no estado onde a cerveja vai ser consumida gerando uma cadeia positiva que
beneficia pequenos produtores e a sociedade como um todo, gerando emprego e renda. A produção da cerveja também é feita em
nossas cervejarias locais e a venda é exclusiva para esses estados - tudo para conectar e aproximar o consumidor. Esta plataforma
já impacta positivamente mais de 500 famílias no Brasil.
Clima e Energia
Objetivo até 2025: 100% da eletricidade comprada deve vir de fontes renováveis. Além disso, vamos reduzir em 25% as emissões de
carbono em toda a nossa cadeia de valor.
Há alguns anos a Ambev mede a emissão de gases do efeito estufa e atua em projetos de redução internamente. Desde 2003, quando
começamos a jornada de mudança da matriz energética, nós já reduzimos em 63% a emissão de carbono em nossas cervejarias
no Brasil. Essa redução se deve à implementação das seguintes melhorias: (a) uso de biomassa nas caldeiras; (b) uso de óleo
vegetal para gerar calor; (c) uso de microturbinas de biogás para cogeração de energia em nossas operações; (d) uso de BTS para
recuperação de biogás para geração de calor e eletricidade; e (e) uso de plantas de extração de CO2 para recuperar CO2 de gás
combustível das caldeiras.
Em 2018, nos comprometemos publicamente a reduzir também as emissões de CO2 geradas ao longo da cadeia de valor.
Em parceria com a Volkswagen Caminhões e Ônibus, colocamos nas ruas o primeiro caminhão 100% elétrico da América Latina para
distribuição urbana, além do anúncio de intenção de compra de 1.600 caminhões elétricos até 2023. Ainda, anunciamos a compra de
mais 1.000 veículos elétricos da FNM, uma das startups aceleradas pela nossa Aceleradora 100+, que também serão entregues em
2023, evitando a emissão de mais de 128.000 toneladas de carbono anualmente. Em 2023, teremos metade da nossa frota composta
por veículos elétricos no Brasil.
No início deste ano, fomos selecionados para compor a carteira do Índice Carbono Eficiente (ICO2 B3) de 2021. A carteira anunciada
no dia 4 de janeiro de 2021 é composta por 62 ações, de 58 companhias, e terá vigência entre 4 de janeiro e 30 de abril de 2021,
sendo rebalanceada a cada quatro meses, seguindo as atualizações do IBrX 100.
No tema de energia, um projeto importante começou em 2018. A construção de uma planta de geração distribuída de energia elétrica
com a instalação de painéis solares na cervejaria de Uberlândia, com capacidade suficiente para abastecer 100% dos centros de
distribuição do estado de Minas Gerais. Ainda, contratamos a construção de 48 usinas solares em 21 estados do Brasil, onde a Ambev
tem operações e o Distrito Federal, com a finalidade de abastecer 100% dos nossos centros de distribuição direta. Em novembro de
2020, inauguramos a primeira usina solar em Goiás, na cidade de Anápolis. O nosso Centro de Inovação e Tecnologia Cervejeira
(CIT), localizado no Rio de Janeiro, também passou a ser abastecido por energia renovável.
Já contratamos a construção de parques solares e eólicos para que adicionem capacidade no grid para alimentar as nossas operações
fabris. A partir de 2023 vamos ter mais de 90% das nossas operações abastecidas por energia renovável. Além disso, temos uma
parceria com a Lemon para levar energia renovável e mais barata a mais de 50 mil pequenos e médios negócios no Brasil até 2023.
Nós também firmamos uma parceria com empresas de energia solar de Minas Gerais para disponibilizar aos bares e restaurantes do
estado energia renovável e até 15% mais barata do que eles pagam atualmente.
Embalagem Circular
Objetivo até 2025: 100% dos nossos produtos devem estar em embalagens retornáveis ou que sejam majoritariamente feitas de
conteúdo reciclado.
A Ambev foi pioneira no Brasil ao criar, em 2012, a primeira garrafa PET feita com material 100% reciclado, inicialmente por meio da
garrafa de Guaraná Antarctica de 2 litros. Hoje, a embalagem 100% reciclada é usada em mais de 80% das garrafas PET de Guaraná
Antarctica vendidas pela Ambev e chegaremos a 100% neste ano de Centenário do Guaraná Antarctica. Sua fabricação consome
70% menos energia e 20% menos água em relação à resina virgem, gerando impactos ambientais e econômicos consideráveis.
Em janeiro de 2020, assumimos um compromisso específico relacionado ao plástico - a Ambev quer acabar com a poluição plástica
de suas embalagens até 2025. Alcançaremos esse objetivo por meio da substituição ou eliminação de plástico desnecessário em
nossas embalagens, aumento do uso de embalagens retornáveis e feitas de conteúdo 100% reciclado e investimento em tecnologia
e inovação para reciclagem e retornabilidade. Já alcançamos um terço da meta neste primeiro ano.
Aliado a tudo isso, em 2017, a Ambev fechou uma parceria importante com a Coca-Cola do Brasil através da plataforma Reciclar pelo
Brasil. Conduzido em parceria com a Associação Nacional dos Catadores e Catadoras de Materiais Recicláveis (Ancat), o programa
desenvolve logística reversa e reciclagem com o objetivo de profissionalizar o trabalho das organizações envolvidas, elevar o volume
de resíduos coletados e a renda média dos catadores.
O Reciclar pelo Brasil faz parte da estratégia do setor empresarial no cumprimento da Política Nacional de Resíduos Sólidos e a
parceria reforça o compromisso da Ambev e das empresas parceiras com o meio ambiente e a sustentabilidade das nossas
embalagens. A partir de 2018, marcas como Nestlé, Vigor, Pepsico e Embaré, além de Dr. Oetker, BRF, Tetra Pak e Ajinomoto aderiram
ao projeto. A plataforma conta hoje com 19 empresas associadas.
A plataforma contribui para o desenvolvimento de cooperativas em diversos Estados do país, por meio de melhorias na gestão,
infraestrutura e da doação de equipamentos. Também estimula a atuação em rede com as demais cooperativas do ecossistema e
facilita o acesso à indústria recicladora.
Entre 2018 e 2021, passou de 160 cooperativas em 17 Estados, com 3 mil catadores, para 190 cooperativas em 22 Estados, mais o
Distrito Federal, com 4,5 mil catadores de materiais como plástico, papel e PET. Só em 2019, foram coletadas e recicladas 130 mil
toneladas e, em 2020, apesar da pandemia que fez com que a maioria das cooperativas encerrassem as atividades, o programa
alcançou 110 mil toneladas. Em 2021, o grupo alcançará os 26 Estados brasileiros.
Empreendedorismo
Objetivo até 2025: 100% dos nossos empreendedores capacitados e suportados em gestão.
Lançamos, em 2018, o Programa VOA, um programa de voluntariado corporativo para compartilhamento de conhecimentos em
gestão com organizações sociais. O programa oferece apoio a essas entidades para que elas atinjam seu maior propósito: realizar
seu sonho grande e transformar o mundo em um lugar melhor.
A Ambev é reconhecida pelo mercado por seu modelo de gestão, então compartilhá-lo com ONGs foi um passo natural e em linha com
o sonho da Ambev de unir as pessoas por um mundo melhor. A nossa gente, que trabalha todos os dias com processos e ferramentas
do nosso sistema de gestão, pode contribuir para o crescimento e ampliação do impacto de organizações sociais de todo o país. Só
em 2020 foram selecionadas 150 organizações sociais para o programa, que contou com mais de 500 funcionários voluntários. Diante
do desafio da pandemia, a plataforma on-line de treinamentos com os conteúdos de gestão compartilhado com as ONGs foi aberto ao
público e ficará assim como um legado da Companhia no seu compromisso de unir as pessoas por um mundo melhor.
Não paramos por aí, também criamos uma plataforma de empreendedorismo, que consiste em quatro pilares principais, (i)
Relacionamento e parcerias, (ii) inclusão e expansão, (iii) inovação e (iv) desenvolvimento, todos suportados por governança e tecnologia.
No pilar inclusão e expansão realizamos feiras regionais com o objetivo de dar oportunidade para micro e pequenos empreendedores
fazerem parte da nossa rede de parceiros, ajudando a desenvolver as comunidades locais no nosso entorno, o que resultou na adição
de mais de 2.000 novos parceiros integrados à nossa rede. Ainda, em setembro de 2020, anunciamos nosso compromisso de trazer
200 novos parceiros liderados por negros em 2021. Para tanto, estabelecemos algumas parcerias que nos auxiliarão a conectar com
os fornecedores que atendem este critério, com objetivos que vão além das nossas parcerias comerciais, mas, também os inserir ao
ecossistema de nossos fornecedores.
No pilar desenvolvimento, criamos a plataforma VOA empreendedores para compartilhar nosso conhecimento e ferramentas em
gestão com os nossos parceiros, ajudando a desenvolver ainda mais o seu negócio. Lá eles podem encontrar ferramentas úteis com
videoaulas e material escrito para auxiliá-los em temas como gestão de pessoas, fluxo de caixa, planejamento estratégico,
produtividade e muito mais. Além disso, baseado no nosso conhecimento em eficiência hídrica e de energia, criamos o SAVEh e o
SaveE para compartilhar com a nossa cadeia ferramentas para economizar água e energia nas suas empresas. Nos últimos anos,
foram mais de 1.600 novos fornecedores em nossa base.
No pilar de inovação, temos nossa Aceleradora 100+, que acelerou 21 startups de impacto em 2019 e acelerou mais 18 em 2020, com
diversos pilotos em andamento, além de aulas com a Escola Conquer e mentorias com especialistas e diretores de dentro e fora da
Ambev. Até o momento, cerca de R$10 milhões já foram investidos em geração de negócios neste projeto e cinco pequenos
empreendedores foram selecionados pela AB-InBev nesses 2 anos para participarem também do programa de aceleração global, em
seu escritório em Nova Iorque.
RECURSOS HUMANOS
Chegamos ao final de 2020 com pouco mais de 50 mil funcionários: cerca de 28 mil no Brasil, 9 mil na região CAC, 3 mil no Canadá
e 10 mil nas unidades da América Latina Sul.
Na Ambev, a nossa gente é o ingrediente principal de nossos negócios e, por isso, a segurança e a saúde física e mental dos nossos
times tiveram relevância excepcional num ano como o que passou. Em 2020, como consequência direta da pandemia da COVID-19,
nosso cuidado ganhou reforço: criamos um comitê de crise misto, formado tanto pela liderança interna da Companhia responsável por
conduzir as ações da empresa nesse período, quanto por renomados especialistas externos em infectologia e outras áreas técnicas.
Já em março de 2020, a Ambev adequou suas estruturas (centros comerciais e de distribuição, cervejarias e escritórios corporativos)
para operarem de forma segura, atendendo a todos os requisitos dos órgãos de saúde competentes, sejam municipais, estaduais ou
federais, bem como as melhores práticas e recomendações globais sobre o tema. Como resultado, nossa empresa adaptou todo o
fluxo interno de comunicação e lançou uma plataforma digital para realizar pesquisas, difundir informações e orientações de forma
segura e oferecer suporte médico e emocional especializado para os funcionários impactados de alguma maneira pela COVID-19.
Além disso, os funcionários dos escritórios passaram a trabalhar no formato home office, com total flexibilidade durante a pandemia.
No Brasil, onde os funcionários já contavam com os investimentos da Fundação Zerrenner em assistência médica e educacional, o
suporte foi ampliado para atender as novas necessidades geradas pela pandemia do COVID-19. A Fundação proporcionou, além da
assistência médica, hospitalar e odontológica gratuita para cerca de 70.000 vidas de empregados e dependentes, novos serviços para
atender as demandas de testes e tratamentos da COVID-19. Todo esse movimento, mantendo sua forte atuação na área educacional
através da manutenção do funcionamento, dentro dos novos padrões, dos dois colégios que ministram gratuitamente os cursos dos
ensinos fundamental, médio e técnico - este em parceria com o SENAI -, situados em São Paulo, SP - Colégio Dr. Walter Belian e em
Sete Lagoas, MG - Colégio Professor Roberto Herbster Gusmão.
Em 2020, entendemos que a alta performance está conectada diretamente com a visão do ser humano em sua totalidade. Por isso,
criamos a Diretoria de Saúde Mental, cujo objetivo é abordar a saúde da nossa gente de forma integrada - física e mental. Lançamos
o primeiro Guia de Saúde Mental da Ambev e investimos em programas para o estímulo ao autoconhecimento e a práticas que
buscam a saúde física, mental e emocional. Além disso, passamos a oferecer o Programa de Apoio ao Empregado, no qual uma
equipe especializada presta assistência Psicológica, Jurídica, Financeira e Social aos que demandam por esse suporte.
Apesar dos novos desafios e movimentos de transformação importantes inerentes à pandemia, continuamos investindo na cultura de
aprendizado. Essa jornada nos acompanha há longa data e foi ressignificada através da criação e implementação de plataformas e
programas que estimulam o desenvolvimento contínuo do colaborador. Em 2020, lançamos a AmbevON, que substitui a Universidade
Ambev e traz um conceito de aprendizado contínuo, conectado às mudanças do mercado, ágil e inclusivo. A nova plataforma oferece
mais autonomia e empoderamento no processo de aprendizado e estimula o compartilhamento de experiências com o ecossistema.
Durante a pandemia, oferecemos uma seleção especial e semanal de conteúdos para suportar a nossa gente nessa jornada de
desenvolvimento: foram mais de 35.000 acessos em mais de 20 temáticas apresentadas. Também lançamos o Compartilhaí, nossa
série de Talks para incentivar a curiosidade e aprender com pessoas inspiradoras de dentro e de fora da Cia: foram 20 lives, 56
convidados e mais de 12.000 participantes. Além disso, através dos programas corporativos convidamos a liderança para participar
da evolução da Companhia abordando temas como tecnologias emergentes e inovações centralizadas no consumidor e o papel da
liderança em fomentar colaboração, escuta ativa e visão de longo prazo.
A AmbevON oferece autonomia e flexibilidade para que o funcionário escolha a jornada que considera mais relevante para o seu
desenvolvimento. Investimos mais de R$ 22 milhões no desenvolvimento de nossa gente com a AmbevON em 2020.
Outro movimento importante que ganhou ainda mais maturidade em 2020 foi o da Transformação Ágil. A capacitação e cascateamento
de novas metodologias para solução de problemas complexos se consolidou e veio para complementar a reconhecida fortaleza do
modelo de gestão da Ambev. Além de fóruns dedicados para construção do mindset ágil na alta liderança, 100% dos times conectados
com as frentes de tecnologia e inovação se familiarizaram ainda mais com a agilidade. Fechamos 2020 com aproximadamente 1.500
colaboradores trabalhando exclusivamente com metodologias ágeis, um incremento de 52% em relação à 2019.
Mantivemos as nossas portas abertas para novos talentos através do Programa de Estágio, do Representa e do Programa de Trainee.
Com a pandemia da Covid-19, adaptamos o processo e todas as etapas de seleção, que ocorreram em formato 100% on-line.
O Programa de Estágio oferece treinamento completo que alia conhecimento teórico, prático e estímulo ao aprendizado. Fomentamos
a participação dos jovens no programa da League, que reúne nossos estagiários em um grupo autogerido. Na League, todos os
estagiários participam de projetos regionais, individuais ou em grupo, que tragam inovação ou melhorias para dentro da Companhia.
Com isso, são realizados diversos treinamentos e bate-papos com as lideranças, que compartilham conhecimento e ajudam no
processo de desenvolvimento dos novos talentos.
Ampliamos o nosso Programa Representa, estágio exclusivo para universitários negros. Criado em 2019, com o intuito de
derrubar barreiras à representatividade negra na Companhia, os 110 candidatos negros contratados em 2020 contam com benefício
especiais, como: salário extra no primeiro mês de estágio, mentoria, bolsa para curso de inglês, apoio psicológico e orientação
financeira e jurídica.
Já o Programa Trainee, cujo objetivo é proporcionar aos jovens contratados uma visão do negócio mais holística da Companhia,
teve 120 mil inscritos em 2020, um recorde interno, e contou com mudanças importantes no para torná-lo mais inclusivo.
Neste programa, queremos que esse novo talento se envolva mais profundamente com os processos e tenha uma compreensão
ampla de toda a empresa.
Na Companhia praticamos os princípios da diversidade e da inclusão. Essa frente tem ganhado um foco expressivo nas ações em
gestão de pessoas. Desde 2016, somos signatários dos Princípios das Nações Unidas para o Empoderamento das Mulheres, do
Compromisso LGBT e do Fórum de Empresas e Direitos LGBT, que nos conectou com outras empresas, com as quais podemos
trocar informações e experiências sobre o tema. Em 2020, integramos a Coalizão de Empresas pelo fim da violência contra mulheres
e meninas, uma iniciativa privada e colaborativa que une esforços e recursos corporativos para gerar impacto social por meio da
conscientização e mobilização.
Na Ambev, políticas e diretrizes fundadas no respeito e no reconhecimento das diferenças norteiam nossa dinâmica de trabalho. Para
tratar de diversidade e inclusão em todo o Brasil, contamos com embaixadores de diversidade e inclusão: pessoas do nosso próprio
time, designadas para promover a conscientização e a inclusão da nossa gente. Além disso contamos com quatro grupos de discussão
que trabalham os temas na Companhia. São eles:
• Weiss (Women Empowered Interested in Successful Synergies): empoderamento feminino e igualdade de gênero.
• Lager (Lesbian and Gay and Everyone Respected): gays, lésbicas, bissexuais, transexuais e outros públicos.
• Bock (Building Opportunities for Colleagues of all Kinds): igualdade de oportunidades para todas as raças.
• IPA (Improve People Accessibility): representatividade e inclusão das pessoas com deficiência (PCD) na Companhia.
No grupo Weiss, o destaque do ano é a criação do SOMOS, programa de desenvolvimento e empoderamento que treinou lideranças
femininas em 2020, e a reconfiguração do processo de avaliação de desempenho e bônus para melhor acolhimento das nossas
colaboradoras no retorno da licença-maternidade.
No Bock, demos um grande passo no ano ao firmar e comunicar nossos objetivos para ampliar a representatividade negra e trazer
mais conscientização sobre a pauta. A atualização desses objetivos pode ser conferida no portal da Ambev, numa página que foi
criada especificamente para esse tema. Para conhecer, acesse: https://www.ambev.com.br/sobre/equidade-racial/. A empresa
também montou um comitê de especialistas externos relacionados à pauta racial, composto por: Adriana Barbosa, Liliane Rocha, Ítala
Herta, Hélio Santos e lideranças internas da Ambev.
Reconhecemos que ainda existem gaps na Ambev para alcançarmos nossos objetivos em diversidade e inclusão e estamos muito
confiantes com o plano que traçamos. Essa é uma jornada da qual sentimos muito orgulho e por isso seguiremos investindo esforços
na construção de um ambiente que tem como base uma sólida cultura de inclusão e diversidade.
DESTAQUES OPERACIONAIS E FINANCEIROS1
Receita Líquida (ROL): A nossa receita líquida consolidada aumentou 4,7% em 2020, em decorrência de crescimentos no Brasil
(7,3%), na LAS (+10,4%) e no Canadá (0,1%), que compensaram uma redução na CAC (10,1%). No Brasil, apresentamos crescimento
de volume de 4,2%, combinado com aumento da receita líquida por hectolitro (ROL/hl) de 3,0%, assim como na LAS, onde nosso
volume cresceu 0,2% e a ROL/hl aumentou 10,1%. No Canadá, apesar do crescimento do nosso volume, nossa ROL/hl caiu 2,1% e,
na CAC, o crescimento da ROL/hl de 8,8% compensou parcialmente a redução de volume de 17,4%.
Custo dos produtos vendidos (CPV): Nosso CPV e CPV excluindo depreciação e amortização aumentaram 16,7% e 18,2%,
respectivamente. Em uma base por hectolitro, o CPV cresceu 15,0%, enquanto o CPV excluindo depreciação e amortização subiu 16,5%,
impactado principalmente pela mudança na dinâmica entre canais em decorrência das restrições à circulação de pessoas impostas
1 As informações financeiras e operacionais a seguir, exceto quando indicado o contrário, são apresentadas em reais nominais, de
acordo com os critérios do padrão contábil internacional (IFRS) e devem ser lidas em conjunto com os relatórios financeiros do
exercício findo em 31 de dezembro de 2019, arquivados na CVM e apresentados à SEC. Segregamos neste relatório o impacto do
resultado orgânico das mudanças de escopo e diferenças de câmbio. As mudanças de escopo representam o impacto de aquisições
e vendas de ativos, o início ou término de atividades ou a transferência de atividades entre segmentos, mudanças de estimativas
contábeis ano contra ano e outras premissas que os administradores não consideram parte do desempenho de negócio. Exceto
quando especificado o contrário, variações percentuais no documento são orgânicas e ajustadas por natureza. Sempre que utilizado
neste relatório, o termo “ajustado” se refere às medidas de desempenho (EBITDA, EBIT, Lucro Líquido, LPA) antes de itens não
recorrentes. Itens não recorrentes são receitas ou despesas que não ocorrem no curso normal das atividades da Companhia. Estas
são apresentadas separadas dada a importância delas para o entendimento do desempenho da Companhia devido à sua natureza
ou magnitude. Medidas ajustadas são medidas adicionais utilizadas pela Administração, e não devem substituir as medidas calculadas
em conformidade com as IFRS como indicadores do desempenho da Companhia. Comparações, exceto quando especificado o
contrário, referem-se ao resultado do ano de 2018. Os somatórios podem não conferir devido a arredondamentos.
A IMPRENSA OFICIAL DO ESTADO SA garante a autenticidade deste
documento quando visualizado diretamente no portal
www.imprensaoficial.com.br
quinta-feira, 25 de fevereiro de 2021 às 01:46:56

Para continuar a ler

PEÇA SUA AVALIAÇÃO

VLEX uses login cookies to provide you with a better browsing experience. If you click on 'Accept' or continue browsing this site we consider that you accept our cookie policy. ACCEPT