Dúvidas do dia a dia

AutorChristiano Abelardo Fagundes Freitas
Ocupação do AutorAdvogado
Páginas13-27

Page 13

1.1. Há ou a?
  1. Há (do verbo haver) deve ser usado para indicar tempo passado (obs.: pode ser substituído por “faz”).

Ex.: Há três meses, fui ao Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro.

Ex.: Há dois anos, não vou ao cinema.

b) Quando a ideia for de tempo futuro, deve-se usar a preposição “A”.

Ex.: Só haverá julgamento no Tribunal do Júri daqui a três semanas.

Ex.: Estamos a dez quilômetros do Tribunal Regional do Trabalho da Primeira Região.

DICA DO PROFESSOR:

Há = faz (indica tempo passado).

A = tempo futuro.

1.2. A cerca de ou há cerca de ou acerca de?
  1. A (preposição) + CERCA DE (aproximadamente)

Ex.: Estamos a cerca de dez metros do TRT.

b) HÁ (verbo haver; equivale a faz) + CERCA DE (aproximadamente)

Ex.: Há (Faz) cerca de dez anos que não vou ao TRT.

Ex.: Há cerca de cem mil pessoas neste espetáculo.

c) ACERCA DE = sobre, a respeito de.

Ex.: Os advogados conversaram acerca (a respeito) da poluição ambiental.

Ex.: Os vereadores estão conversando acerca daquele projeto de lei.

Page 14

1.3. Afim ou a fim de?
  1. AFIM = semelhante

Ex.: Os alunos têm ideais afins.

Ex.: Apresentaram projetos com objetivos afins.

b) A FIM DE = para

Ex.: Os alunos estudaram a fim de (para) serem aprovados, sem a realização de prova final.

Ex.: Ele treinou muito a fim de obter uma boa classificação.

Obs.: não se deve usar a fim de com o valor de “estar com vontade de”, como se dá na seguinte frase: estou a fim de viajar nas férias.

DICA DO PROFESSOR:

A FIM DE = indica finalidade, pode ser substituído pela preposição para.

1.4. À folha ou às folhas?

A expressão “à folha” indica página única.

Ex.: O parecer do Ministério Público está à folha cinquenta e cinco.

Obs.: pode-se dizer também: O parecer do Ministério Público está a folhas cinquenta e cinco ( com o “a” no singular e sem acento grave).

Às folhas é expressão indicadora de páginas múltiplas.

Ex.: O parecer do Ministério Público está às folhas 55 a 58.

1.5. Alto e bom som ou em alto e bom som?

A expressão correta é ALTO E BOM SOM, que significa “sem receio de ser ouvido”, “em voz alta e clara”.

Ex.: O réu disse alto e bom som o nome dos envolvidos.

Ex.: Disseram alto e bom som o resultado da pesquisa.

Obs.: a expressão “em alto e bom som” não é correta, logo deve ser evitada.

Page 15

1.6. A par ou ao par?
  1. A PAR = estar bem informado, estar ciente

Ex.: O juiz ficou a par de tudo.

Ex.: O professor disse que está a par da insatisfação da turma.

b) AO PAR = moeda de valor equivalente

Ex.: O real está ao par do dólar.

DICA DO PROFESSOR:

AO PAR é de uso frequente na linguagem bancária e no Direito Empresarial.

1.7. Ao encontro de ou de encontro a?
  1. AO ENCONTRO DE = a favor, ideia de harmonia

Ex.: Como a atitude do réu foi ao encontro da legislação, ele foi absolvido.

Ex.: Meu desejo foi ao encontro do dela, por isso formamos um belo casal.

b) DE ENCONTRO A = ideia de oposição, choque,conflito, colisão

Ex.: Como a atitude do réu foi de encontro à legislação, ele foi condenado.

Ex.: O pensamento de João foi de encontro ao da turma, por isso não foi eleito.

Ex.: O veículo foi de encontro à árvore.

DICA DO PROFESSOR:

AO ENCONTRO significa harmonia.

DE ENCONTRO dá ideia de choque.

1.8. Ao invés de ou em vez de?
  1. AO INVÉS DE = ao contrário de

    Ex.: Ao invés de ser absolvido, foi condenado.

    Ex.: Ao invés de melhorar com o uso do medicamento, ele piorou.

    Page 16

  2. EM VEZ DE = substituição

    Ex.: Em vez de estudar Direito Tributário, o bacharel estudou Direito do Trabalho.

    Ex.: Em vez de ir ao teatro, ela foi ao cinema.

    Ex.: Em vez de usar vinagre, usou limão.

    DICA DO PROFESSOR:

    AO INVÉS, como o próprio nome sugere, significa inverso, isto é, ideias inversas, contrárias. A grafia do termo já dá a dica.

1.9. Bem-vindo ou benvindo?
  1. BEM-VINDO = desejo de boa chegada

Ex.: Seja bem-vindo à universidade.

Ex.: Bem-vindo à cidade de Campos dos Goytacazes.

Ex.: Sejam bem-vindos ao evento!

b) BENVINDO = substantivo próprio

Ex.: Benvindo é um excelente ator.

1.10. Cessão ou sessão ou seção (= secção)?
  1. CESSÃO = ato de ceder, de doar

    Ex.: Ele fez uma cessão de direitos hereditários.

    Ex.: A professora fez a cessão de diversos livros para a escola.

    DICA DO PROFESSOR:

    CESSÃO é o único do trio que começa com “ce”, faça, pois, a analogia com o verbo “ce”der.

  2. SESSÃO = reunião, intervalo de tempo

    Ex.: Aberta a sessão, o juiz propôs a conciliação.

    Ex.: A entrega da comenda ocorreu em sessão solene.

    Ex.: Fui à sessão de posse do acadêmico.

    Page 17

    DICA DO PROFESSOR:

    A palavra “sessão” significa reunião e observe que ela própria possui uma reunião de “s”.

  3. SEÇÃO = parte de um todo

    Ex.: Li a notícia da deportação na seção (ou secção) de Direito Internacional.

    Ex.: Soube do acidente com o piloto na seção (ou secção) de esportes do Monitor Campista.

    DICA DO PROFESSOR:

    Seção é o único do trio que possui “ç”, faça, pois, analogia com repartição (que possui o “ç”).

1.11. Conquanto ou com quanto?
  1. CONQUANTO = embora (conjunção subordinativa concessiva)

Ex.: Conquanto fosse trabalhador, perdeu o emprego por justa causa.

Ex.: Fui à festa, conquanto estivesse cansado.

b) COM QUANTO = com qual quantidade

Ex.: Com quanto dinheiro ela comprou a casa em Trancoso?

DICA DO PROFESSOR:

Conquanto equivale a “apesar de”.

1.12. Dar à luz dois filhos ou dar a luz a dois filhos?

A expressão dar à luz significa parir e sempre devemos usá-la com o acento que indica a crase.

A mãe dá à claridade do mundo os filhos, portanto devemos dizer que ela deu dois filhos à luz.

Ex.: A professora deu à luz trigêmeos.

Trata-se de outra expressão muito utilizada nos textos jurídicos.

Page 18

1.13. Decerto ou de certo?

Mais uma vez vai depender do contexto, porquanto existem as duas expressões.

  1. Decerto é um advérbio que significa “certamente”. Ex.: Decerto houve uma reação ao assalto.

  2. De certo (locução) pode ser empregada como no seguinte exemplo: Afinal, o que há de certo sobre este episódio? Isto é, de certo = de verdadeiro.

1.14. Demais ou de mais?
  1. DEMAIS = demasiadamente; excessivo; os outros

Ex.: O autor falou demais.

Ex.: Os demais réus fugiram.

b) DE MAIS = usa-se em oposição a de menos.

Ex.: Enviaram carteiras de mais (de menos) para o Tribunal do Júri.

1.15. Detrás ou de trás?
  1. DETRÁS = atrás

Ex.: Os réus estão aí detrás.

b) DE TRÁS = de longe, de antes

Ex.: Tais gestos o juiz já os possuía de trás.

1.16. Egrégio ou egréjio Tribunal de Justiça?

O certo é egrégio tribunal. Trata-se de uma palavra muito utilizada nos recursos interpostos nos tribunais; logo, devemos ter bastante atenção, principalmente os bacharéis que estão se preparando para o exame da OAB.

Egrégio significa muito distinto.

1.17. Embaixo ou em baixo?

DICA LÚDICA DO PROFESSOR:

Lembre-se da letra V, pois “em...

Para continuar a ler

PEÇA SUA AVALIAÇÃO

VLEX uses login cookies to provide you with a better browsing experience. If you click on 'Accept' or continue browsing this site we consider that you accept our cookie policy. ACCEPT