Telefônica vai pagar R$ 3,8 milhões a terceirizada para quitar salários atrasados

A Telefônica, dona da marca Vivo, se comprometeu a pagar à operadora de telemarketing Vikstar R$ 3,85 milhões, amanhã, para quitar salários atrasados de mais de 8 mil funcionários de call center da empresa terceirizada que atendem a Vivo.

Essa parcela de pagamento à Vikstar venceria no dia 18 de abril. A Telefônica concordou em antecipá-la se a Vikstar efetuar ainda nesta terça-feira 60% do pagamento dos funcionários que está atrasado desde 7 de abril. Se o pagamento for confirmado, a dona da Vivo deposita os R$ 3,85 amanhã. O valor deve ser empregado integralmente na folha de pagamentos, e não para outras contas da empresa.

O entendimento foi acertado durante reunião de conciliação hoje entre as duas companhias, intermediado pela Superintendência Regional do Trabalho no Paraná, e é válido para os funcionários de todas as unidades da terceirizada que atendem a Telefônica no Brasil — Votuporanga e Itaquera, em São Paulo; Londrina, no Paraná; e Terezina, no Piauí. A Vikstar fez o acordo com a superintendência e depositaria o pagamento hoje, conforme apurou o Valor.

Trata-se de um litígio envolvendo as duas companhias. A operação da Vikstar era praticamente dedicada à Telefônica, mas essa companhia rescindiu o contrato em 18 de março. O último pagamento venceria no dia 18 de abril, disse a Telefônica, negando que haja outros débitos pendentes.

Para justificar o atraso na folha, a Vikstar teria argumentado que não recebeu o repasse da Vivo.

Marco Aurélio Coelho de Oliveira, presidente do Sindicato dos Trabalhadores em Telemarketing (Sintratel) em São Paulo, está realizando neste momento uma assembleia com a categoria, para que votem pela realização ou não de uma greve...

Para continuar a ler

PEÇA SUA AVALIAÇÃO

VLEX uses login cookies to provide you with a better browsing experience. If you click on 'Accept' or continue browsing this site we consider that you accept our cookie policy. ACCEPT